GUIA PRÁTICO WEB RÁDIO FACOPP (WRF)
___________________________________________________________________________________

Entrevista para o Rádio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Não se deve abrir mão de apurar os fatos no local dos
acontecimentos e nem do contato com o público" (Jung)


Prefira sempre ouvir o entrevistado pessoalmente. O telefone ou outros meios só devem ser usados se não for possível o contato presencial.

Tenha em mãos informações sobre o entrevistado. Paulo Autran, no fim de sua vida, dizia que se irritava muito quando jovens repórteres faziam perguntas de conhecimento notório sobre sua carreira.

Mas, o repórter não deve ter receio de perguntar, sempre respeitando o entrevistado, é claro. O repórter está ali como representante do ouvinte e deve perguntar o que o ouvinte perguntaria.

Cada caso deve ser analisado em particular, mas perguntas mais delicadas devem ser feitas do meio para o final da entrevista.

Evitar perguntas longas. Devem ser objetivas e de preferência abertas, para evitar respostas monossilábicas como "sim", "não", "talvez", "depende". Mas não precisam ter tom provocativo.

Um silêncio da pessoa entrevistada ou atitudes bruscas, como fugir por exemplo, também podem ser consideradas respostas.

Se a pessoa entrevistada fornecer uma informação reveladora, bombástica, mantenha o sangue frio, obtenha mais dados a respeito, faça a tradicional "cara de paisagem". Se você der sinais de que está deslumbrado com a resposta, ela perceberá que deu uma bola fora e poderá se retrair.

Nas sonoras externas, não esquecer de identificar a pessoa. Se a entrevista for longa, repetir a identificação para que ou ouvinte saiba quem está sendo entrevistado.

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


O microfone ou gravador devem ser postos próximos à boca da pessoa entrevistada, evidentemente tomando-se cuidado para não atingi-la.





Web Rádio Facopp - ©2010 - Desenvolvido por PB.COM